terça-feira, 5 de agosto de 2008

Miscelânea

A vida está mais corrida que antes, o que chega a ser irônico, já que quando fui dispensada da empresa, há quase dois meses, meu medo era passar muito tempo desocupada. Aí eu tenho que almoçar fora todos os dias, porque nunca estou em casa no horário do almoço. Eu dou aulas sempre perto de um dos seguintes shoppings: Morumbi e Market Place, Iguatemi ou D&D. Sabem quanto custa almoçar nesses lugares? No mínimo dos mínimos, 15 teresas por dia. Não dá. Por isso virei freqüentadora de restaurantes alternativos, a.k.a. PF, a.k.a. BOTECO. Almoço bem por menos de 12 reais, com bebida. Outro dia comi um strogonoff COM CHAMPIGNONS e muito bem temperado por NOVE dinheiros. Eu fico feliz com pequenas coisas, sabem. Tipo almoçar gastando pouco, acordar no horário, começar a minha tão sonhada coleção de DVDs de "Friends", ver que, como disse a Gi no comentário do post anterior, eu consigo me divertir com quase tudo. Consigo mesmo. Consigo me divertir inclusive quando sou chamada pra ser apoio da turma básica lá da dança. Fui ontem e tenho certeza que estou mais próxima de Jesus. Pensem que os tipos de quem tirei sarro ano passado, tipo Cheek-to-Cheek, Homem Geladeira e Hairspray estão muito bem representados nessa aula por outros rapazes. Ok, nenhum deles é CTC (porque CTC é quase uma instituição e ele é insubstituível), mas tem um que chegou quase perto porque era sua primeira aula, ele estava com bafo de cachaça ou algo azedo e desagradável, ele tem a MINHA altura e ficava olhando pra minha boca ou pros meus olhos fixamente ou pros meus peitos (que, convenhamos, não são nada avantajados pra merecerem tanta atenção) e eu não tinha como deixar de dançar com ele porque estava na condição de mulher do nível avançado (avançado dessa escola é tipo avançado de Inglês do CNA, ou seja, não conta) que está lá pra ajudar. Acho que esse aí é bem pior que CTC, pois CTC não tinha bafo de onça. Pessoal, THE HORROR. Além disso, ele me conduzia ou dando empurrões fortes nas minhas costas ou apertando minha cintura. Não me contive e tirei a mão dele dali e disse: "NUNCA conduza uma mulher pela cintura, NUNCA. É incômodo, não dá estabilidade e não é o jeito correto". Tive que ficar muitas músicas com o Bafudo, até que dei um jeito de largar Bafudo com uma japa que já faz aulas há zilênios e fui tentar dançar UMA musiquinha com algum amigo da minha turma. Não rolou. Porque foi só me ver rumando para os braços de meu amigo que já me colocaram pra dançar com um chileno que nunca tinha ouvido forró na vida. Pense no choque cultural. Mas com esse aí foi legal de dançar. Homem educadíssimo, cheiroso e agradável - e com sotaque. Depois as pessoas não entendem porque eu tenho uma queda por gringos: gente, educação plus sotaque, não precso dizer mais nada. A sorte do chileno é que eu não tenho queda por homens bem mais velhos, senão eu já casava ali mesmo. Pensem: a mãe dele deve morar no CHILE! NO CHILE! Seria um sonho!


(só pra esclarecer: eu acho legal ser apoio na aula de dança de outras turmas e não estou reclamando da dificuldade de ninguém. Reclamo apenas da falta de higiene pessoal, de noção e de pasta de dente. Eu posso ficar duas horas ensinando os dois passos mais básicos do forró e da gafieira. Juro mesmo. Fico lá duas horas numa boa, porque é muito gratificante e a pessoa se sente bem. E eu também. Mas bafo azedo, suor, falta de delicadeza e ainda ficar me encarando e olhando pra minha boca, NÃO DÁ. Out Bafudo, yes Chileno)

6 comentários:

ANDREA MENTOR disse...

Chu, excelente!!! Eu acredito que a arquitetura da vida preza o círculo. Sempre volta. É um ciclo. Bons atos, boas consequencias, maus atos, más consequencias... Pra vc, dançar no melhor estilo ¿Por que me miras se no me sacas a bailar? foi merecidíssimo depois de se ver obrigada a compartilhar da catinga alheia, num é? Fico pensando qual será a consequência do bafudo por estar bafudo e ainda se meter a dançar com uma alma caridosa nível avançado (que não deve ser tão avaliado como no CNA) como a sua. Coitado!!! Num se faz...

Pôlo disse...

Vai comprar todas as temporadas do Friends então? Vixxxxe, vai viciar mais ainda! :D

Olha, bafo de álcool é foda pra mim...me dá um enjôo danado, não importa a situação. :P

Sem contar quando começa a exalar pelos poros...aí é pior! huahuahuhahahuah!

"Aaah, the fouf!"

Legal que várias coisas boas estão inundando a sua vida. Fico mega-feliz por ti! Beijão!

lilla disse...

HAHAHAAHAHAHAHAHAH MEU! Não consigo comentar!

Caco disse...

(comentário nada a ver com o teu post, mas é que não sabia onde responder tuas dúvidas)

Comida da Festa da Achirupita é ótema de lamber os beiços, hein? Super recomendo os spaghettis todos. E as fogazzas. Os doces são mais bonitos do que gostosos. Portanto, foco total nos salgados. hehe
abs

Ariett disse...

Puxa, eu quero aprender a dançar. Onde é a escola que você tem aula? Pode contar?

Chu disse...

Andrea, acredite, minha alma não é tão caridosa assim. Se fosse eu não usaria TANTO as aulas de dança como temas de post. Tenho certeza que o Diabo, toda vez que faço isso, fica lá embaixo feliz esfregando o tridente e pensando "essa aí vem pra cá, certeza...".

Pôlo, estou comprando meio que aleatoriamente, tenho a primeira, segunda, sexta e sétima. Mas CERTEZA que comprarei a que tem Joey falando Francês. Só não sei se é a oitava ou a nona...

Lilla, sério, ainda bem que você não faz aulas comigo. Porque senão já teríamos sido expulsas do curso e consideradas personas non gratas. Porque né, a gente ia passar mal de rir sempre.

Caco, valeu pela resposta!

Ariett, vou te deixar recado no twitter, é mais fácil. :-)