quarta-feira, 8 de abril de 2009

ECA, mil vezes ECA

- Teacher, eu sei que você vai achar nojento, mas eu PRECISO te contar uma coisa que aconteceu. PRECISO te contar. Aconteceu na escola.

Foi assim que a aula de minha aluna mais nova começou ontem. Ainda que eu tenha ficado receosa a respeito do assunto, a curiosidade falou mais alto. E ela me contou.

Um colega de turma dela tem uma alergia em todas as juntas. Elas ficam vermelhas e a pele descama. Ele tem o aprazível hábito de, o tempo todo, descascar as alergias mais e mais. Aí ele pega a pele, faz uma bolinha e... cheira. Eu sei, amigues, é nojento. Fiquei repetindo "ew, ew, ew" por uns 5 minutos. Até que ela contou a pior parte. Porque vocês bem sabem: SEMPRE tem como piorar.

Aula, todos fazendo seus exercícios, minha aluna olha pra frente, onde estava o rapaz tão limpinho. Aí o rapazote enfia a mão por dentro da bermuda, coça, coça, coça e faz a mesma coisa que faz com as peles que tira do braço: bolinha e cafungada. ISSO MESMO. De dentro de sabe-se lá que parte do corpo que fica por debaixo da bermuda.

Desculpem, eu sei que é nojento, mas, assim como minha aluna precisou compartilhar essa nojeira, eu precisei contar aqui. Vocês pensam que é alguma escola ralé da prefeitura localizada no Jardim Papai Noel (isso existe)? Não, não. É uma das escolas mais tradicionais e caras da cidade. Onde, crê-se, os pais são esclarecidos e levam os filhos ao médico. E, imagino eu, que se o menino se sente "à vonts" pra ticar caquinha da virilha em sala de aula, imaginem de onde ele não tira caquinha quando está na Santa Paz de Seu Lar?

O que eu digo é que os céus escrevem mesmo certo por linhas tortas. Eu JAMAIS poderia ser professora de escola, como já tentei ser um dia. Porque se eu vejo um aluno meu fazendo essa nojeira, eu não consigo disfarçar a cara de "ECAAAAA". Eu chamo a atenção do aluno em particular, com certeza. E chamo os pais, pra falar não somente sobre hábitos de higiene comuns entre os seres humanos que pretendem coabitar e coexistir, mas também falo sobre a importância de haver diagnóstico e tratamento com um especialista. JEMT, os pais desse menino estão fodendo com a vida social dessa pessoa! Vocês acham que o Caquinhas tem amigos? Claro que não! Mas aí eu falaria com os pais e o que aconteceria? Eu seria demitida.

Demitida por tentar fazer com que meu aluno-problema tenha hábitos mínimos de higiene para conviver em sociedade e ser minimamente inserido no cruel mundo adolescente. E por quê? Porque pais que permitem que o filho tire caquinhas escrotais com certeza são pais que não querem uma professora enchendo seus pacovás ricos e sem higiene.

Aí eu pergunto: que merda de mundo é esse?

3 comentários:

Ice Ice Baby disse...

ewwwww, that's gross....

Carolina disse...

Ewwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww!

Mah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.