quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Minha loucura

A verdade é que fazer aniversário não muda muito as coisas quando você já tem conflitos com a sua idade o ano todo. Agora é só mais um ano adicionado ao conflito. Não acho que ter 30 ou 31 anos seja um problema, na verdade, acho que a maturidade que tenho agora é um dos meus maiores bens. O que me incomoda é já ter 31 anos e saber que meu corpo vai mudar e eu tenho que pensar em ter filhos até, sei lá, os 36 anos. São apenas 5 anos! Em 5 anos eu não terei a estabilidade que quero para ter filhos. E eu não abro mão de ter filhos. Uma amiga disse que depois dos 35 tudo cai e já entrei em neurose master porque eu odeio malhar, detesto atividades físicas que não envolvam músicas e coreografias e só dançar não vai dar um UP no visual. Entendem? Não, né. É muita neurose, eu sei disso. E aí entro naquela preocupação de me tornar uma velha metida a jovem. Sabe aquelas tias sem noção que acham que têm 18 anos? Vi uma na manicure na semana passada. A senhora em questã deve ter mais de 50 anos. Tem a cara toda esticada de plástica. Tem aplique loiro nos cabelos. Usava um vestido de malha branco meio transparente. E um salto de drag queen. Ok, se ela é feliz assim, ótimo. Mas e se meus neurônios surtarem e um dia eu ficar assim? Tenho primas entre 19 e 21 anos e elas acham que sou jovenzinha. Já me fizeram ir numa balada com elas, e eu super me diverti (tirar sarro das pessoas me diverte e eu fiz isso quase o tempo todo), até porque muitas meninas ali pareciam mais velhas que eu. Mas e se, daqui alguns anos, eu continuar indo numa balada de gente muito jovem e achar divertido? E os jovens olharem pra mim com aquela cara de "o que essa tia sem noção tá fazendo aqui?".

É isso.

Essa coisa de amar sair pra dançar e ser atualizada nas gírias e dialetos da chufentude acaba me deixando um pouco confusa porque me acho jovem mas tenho 31 anos na fuça. Uma amiga minha comprou o apartamento dela aos 27 anos. Eu não comprei nem uma mobilete. Nem uma barraca de camping.

Não é fácil viver em sociedade. É muita pressão pra uma pessoa que já é um tanto quanto neurótica.

5 comentários:

Pôlo disse...

É muita pressão, pois todos querem nos rotular. Eu larguei meu emprego e "carreira estável" aos 28 anos. Vê se me olham bonito por causa disso? hehe.

Mulher, tamo junto nesse mundo bizarro, fazendo o que gostamos. Se vamos conseguir grana pra sustentar uma família só com 40 anos, não tem problema nenhum. Nenhum!

Minha tia teve a primeira filha com 40 anos e depois ainda teve mais uma, e a família dela é uma graça, são muito mais felizes e competentes como pais do que muitos que casam aos 25 e têm filhos aos 27. Vai por mim, você tá certíssima. :)

Caco disse...

hahahahahaah
tenho neuroses bem parecidas.

Dani disse...

Acho que desaprendemos a amadurecer, envelhecer, e sofremos cada vez mais por isso. Essas tuas neuroses são típicas dos nossos tempos, sou mais velha que você mas só fui começar a tê-las aos 36, sério. Vejo gente com "crise dos 22 anos", achando-se "velha" e não consigo acreditar no quanto tudo ao nosso redor tem nos feito inseguros. A gente tenta manter a forma, o viço, mas dá só para dar uma controlada, vencer a gravidade é complicado - talvez aceitar isso, sem deixar de se cuidar (mas sem exageros), retire metade dos medos que vão chegando com os anos. A boa notícia é que, como o medo, também chega uma traquilidade, uma apreciação do que é menos efêmero. Quem não queria ter carinha de 25 e corpo de 18 pelo resto da vida? Mas embora nós humanos sejamos representados na mídia (que é o que nos faz internalizar uns 90% das neuras que temos, a fim de nos fazer consumir) pelos mais jovens, a verdade é que estes jovens também não serão eternamente jovens - a juventude não é RG, é um visto que expira. Estamos todos no mesmo barco da mortalidade e das decisões que se tornam cada vez mais sérias. O importante, acho, é perceber o timing, o momento de arriscarmos a felicidade, independentemente dos ques e dos quandos e das expectativas dos outros. Que você encontre os seus.
Bj,

disse...

Bah... parecia que eu tava me lendo nesse post...
tenho 27 anos e nem comprei uma casa, kkkkkkkkkkk
também quero ter filhos, tenho 27 e já acho q to passando da idade...
minha prima tem 18 e eu me diverti horrores indo em baladinha de adolescente e depois quando fui largar as amiguinhas e ela em casa fiquei me sentindo uma tia...
é complicado... e o pior... não tenho estabilidade o suficiente pra ter filhos e morar solita...
acho que vou ali me atirar na beira do rio...
kkkkkkkkkkkkk

bjos

amarelojambo disse...

Passeando pelo blog e gostando. Tambem tenho 31 e tenhos as mesmas neuras!!
bjs!