quarta-feira, 11 de julho de 2012

Como é que uma coisa assim machuca tanto? Toma conta de todo o meu ser...

Dor de estômago. Que peste. Dois dias seguidos sentindo dor o dia inteiro e tudo o que quero é deitar embaixo da pia da cozinha em posição fetal, lamentando a vida e o universo.

Depois dos 31 foi só ladeira abaixo. Com 33 anos sinto todo o peso do meu sedentarismo. Não aguento mais ficar acordada até muito tarde. Começo a sentir sono bem antes do o meu normal, que é ser notívaga. Meu corpo fica dolorido, tenho dores constantes na lombar, dores nas costas, não tenho mais fôlego e morro só de correr um quarteirão. Fui ao vascular ontem e ele quase me deu um pescotapa quando eu disse que não pratico nenhum exercício.

Sempre fui sedentária. O que mudou? A droga da idade. E agora terei que entrar naquele lance de "vou pra academia por questão de saúde" de maneira séria. Vou usar essa frase e REALLY mean it. Nem consigo lembrar de quantas vezes entrei na academia, frequentei por um mês e larguei de mão. Estava aqui numa nice, numa fase de "o importante é o auto-conhecimento, eu SEI que academia comigo não rola". Auto-conhecimento aos 33 anos que não serve de nada.

Posso fazer dança? Posso. Mas preciso de mais.

Minha mãe corre a São Silvestre. Vai de bicicleta pro trabalho. Minha família toda é geração saúde. Até meu irmão! Ovelha negra da família nervoso aqui, hein.

Tudo isso pra dizer que pretendo fazer algum diário de exercícios aqui, pra me manter comprometida. Eu poderia abrir outro blog, mas ai, que preguicinha. Devo começar o fitness no mês que vem, porque primeiro preciso melhorar desse início de gastrite.

Se vocês me ajudarem no encorajamento eu prometo dedicar meu discurso de MISS DA LAJE 2012 a vocês, que leem meu blog. <3

6 comentários:

S. W disse...

Acabei de fazer um post sobre isso, quer dizer mais sobre como me tornei consumista depois que mudei de vida.

Eu não tinha folego para subir escada, hoje eu corro 14km, malho 5x por semana e nado nos fins de semana. Ajudei? beijos

Thata disse...

Você vai ganhar o miss Lage com certeza! rsrsrsrrs
Sempre fui relaxada também com esse negócio de exercício. Fazia academia 3 meses e parava 3 anos... Aí tive um problema grave de coluna sem tratamento exceto... tcharam! Pois é... Agora pego pesado na academia por 'questão de saúde' mexxxmo. Se precisar de apoio moral pode contar comigo!

Sabrina disse...

Eu tive o mesmo problema que você, a diferença é que o meu alarme tocou aos 24 anos.. Uma cirurgia no estômago, -20kg e 3 anos depois aqui estou eu: malho todos os dias, como bem mocinha saladas e coisas integrais e tomo café como uma pessoa normal (não mais como uma viciada enlouquecida haha)

O começo é a parte mais dificil, mas depois que a bendita academia entra na sua rotina, quando vc não vai acaba sentindo falta! A dica que eu dou é que você encaixe ela na sua rotina de uma forma que seja MUITO dificil inventar uma desculpa pra nao ir =P

Posta aqui que a gente vai te dando forças pra continuar!

Renata disse...

Dizem que se a gente fizer uma coisa durante 21 dias sem falta, adquire o hábito.

Eu gosto de academia, não gosto das pessoas da academia. Me sinto antipática indo de fone de ouvido, me aborreço se vou sem o fone.

Com o pilates fico mais feliz, porque só tenho que lidar com no máximo três pessoas por vez, incluindo a professora. E tudo em silêncio.

Natália disse...

Ei, nem lhe conheço, mas né? Adoro dar pitaco na vida alheia, rs! Eu fui ratinha de academia por muitos anos. Aí eu entrei numa fase depressiva e, por outros fatores tbm, larguei. E passei os últimos anos morrendo de preguiça de voltar. Morrendo.

Mas aí eu voltei. E, olha, vai por mim: é só questão de começar. Exercícios, como vc bem deve saber, liberam serotonina... e, aí, passada a primeira semana, vc não vai mais querer largar! =)

Menina Eva disse...

Você vai conseguir sim.
Eu era sedentária e comilona por convicção, naquela de "malditos padrões inatingíveis".

Quando fiz uma ultrassom do fígado e deu esteatose, bateu o nervoso. Mudei mesmo o modo de viver, optando pelos vegetais, trinta minutos de exercício por dia.
Quando observei a mudança pra melhor no meu corpo (não só emagrecimento, mas disposição, qualidade do sono, da pele, do cabelo), decidi que a mudança seria definitiva.

Você pode escrever seus exercícios sempre, vai ser divertidíssimo ler sobre seus dias de academia. Tem cada personagem nesses lugares.