sábado, 28 de junho de 2008

Bruacas Inc.

Mulher é coisa do capeta. Eu sou uma e falo com toda a propriedade possível. A questã é que existem mulheres feitas de um material muito mais refinado e luxuosoe, por isso, desenvolvem algo essencial para o convívio em sociedade: a tão necessária, porém escassa, NOÇÃO. Embora não seja difícil adquirir esse bem precioso ao longo da vida, muitas vezes as desprovidas de noção fazem absoluta questão de ignorar essa possibilidade e chafurdam o resto de suas vidinhas na falta de elegância.

Aliás, eu não sei ao certo quando foi decidido que elegância e noção não fazem mais parte do kit básico de uma pessoa decente, mas enfim, a verdade é que muitas, mas muitas mulheres mundo afora fazem questão de serem desagradáveis. E não se trata de elegância ao vestir-se, embora isso seja muito bem-vindo. Trata-se de elegância ao agir, ao tratar com as pessoas, considero um ato de elegância quem consegue se colocar no lugar do outro, ao menos por poucos momentos. Essa semana me deparei com esses tipinhos uó e vi que eu preciso muito aprender a explodir cabeças com a força do pensamento:

Head explosion number 1: Levei o maior cano de uma aluna, que agora é ex porque eu não quero mais dar aulas para ela. Ela trabalha na empresa que me dispensou e tinha aulas particulares comigo. Acompanhou todo o processo de chilicagem da vadia do RH. Mas desde que fui dispensada ela simplesmente sumiu. Não atende os celulares, não responde e-mail, não retorna ligações. Não sei se ela foi coagida pela bitch pra não ter mais aulas comigo, mas seja o que for, a obrigação dela era me dar uma explicação. O pior é que nem pagar esse mês ela pagou, ou seja, calote dos grandes. Tem elegância? Nenhuma. Noção? Nem comento.

Head explosion number 2: Outro dia logo cedo, por infortúnio do destino, encontrei uma "amiga" do bairro. Acho um suplício reencontrar essa gentinha do passado porque geralmente eles fazem questão de ser desagradáveis e me fazer lembrar que eu era feia, magricela, esquisita, no social skills e total Beety a Feia pride. Não sei se dói neles o fato d'eu ter evoluído e eles não, o fato é que é sempre um saco rever essas pessoas por aí, ao acaso. Essa que reencontrei chegou me perguntando se estou finalmente namorando e se eu tinha feito algo no rosto pois estava inchada. Simpática. Depois disse que eu estava inchada mas estava mais bonita. Que mimo. Deu vontade de dizer que não posso namorar porque depois dos namoros dela em que ela apanhava dos caras eu fiquei traumatizada e não consigo me relacionar. E quanto à cara inchada, deu vontade de dizer algo bem à la "meu nome é regina": "minha cara tá inchada mas você, cafona como sempre!". Porque, afinal, alguém que usa uma bolsa da Marisa prateada com dourado não merece crédito. Mesmo de alguém com a cara inchada.

Head explosion number 3: Bruaca que não sabe distinguir um rapaz acompanhado de um desacompanhado. Sem mais detalhes.

É por isso que mulher é legal, mas só as minhas amigas e as que vêm com indicação. Porque puta merda, ô gênero pra conseguir ser desagradável quando quer!

9 comentários:

Flá disse...

Nossa,concordo plenamente...Eu tava pensando como essa coisinha simples chamada "BOM-SENSO" é milagrosa!!!Jah facilitaria tanto a vida se tds as pessoas tivessem um pingo de noção!!
E de boa,tirando as minhas amigas eu tb sempre fico meio q "putz,mulher enche o saco"...e eu conheço cada tipinho q vou te contar,enche MESMO!haiuhaiuhia,aiai

Adorei o blog!=)

fl disse...

Chato esse negócio de calote, ainda mais qdo se estabelece uma relação pessoal (mesmo que não seja de amizade). A propósito, vc já pensou em desenvolver algum trabalho pela web? Explico: tenho que fazer alguns concursos (seleção pra pós-graduação) no fim do ano que envolvem provas de inglês (somente provas escritas). Como não estou muito seguro, seria legal contar com alguma ajuda (claro que pela web o pagamento tem que ser antecipado, hehehe). Se vc tiver interesse, por favor, mande um e-mail. Valeu!

Srta.T disse...

Bruaca que gosta de cuidar da vida dos outros: Opa, chegando tarde hoje... não ouviu o despertador, é?

Eu: Vou te dar um gatinho, quer?

BQGDCDVDO: Um gato, pra mim... mas pra quê?

Eu: Pra você ter 7 vidas pra cuidar e deixar a minha de lado.

Adoro amizade em ambiente de trabalho.

Joo disse...

mas não gonga a marisinha não... rs

Chu disse...

Flá, bom senso é artigo de luxo hoje em dia... E volte sempre!

fl, comentei no seu blog, vê lá!

Palita, eu AMAY essa sua resposta. Nossa, vou usar grandão essa do gatinho com as peçouas umanas.

joo, gongo não! Eu tenho até cartão da Marisa! Só que - e você há de concordar comigo - a Marisa exige certo garimpo. É possível achar peças ótimas lá, mas não é tipo Zara, que você entra e quer levar tudo. E a menina é cafoninha, ou seja, ela entra na Marisa e usa sua falta de senso estético pra comprar uma bolsa de gosto duvidoso que mistura dourado e prateado. Entende? É o tipo de pessoas que pode vestir Channel e vai ficar com cara de Largo 13.

Adriana "Kilt" disse...

"É o tipo de pessoas que pode vestir Channel e vai ficar com cara de Largo 13."

meu...essa frase tão ma-ra-vi-lho-sa!

dá um update e coloca no texto.
ia exemplificar bem o tipinho da bruaca em questão.
=]

Adriana "Kilt" disse...

tão = tá.
pq eu me empolguei na hora de digitar.
ahahah

Joo disse...

haha, precisava explicar não... tb tenho cartão marisa mas não uso há tempos, acho que é a única coisa de quando eu estudava no centro de que tenho saudade...

Silvinha disse...

Oi Chu!

Cheguei no seu blog pelo Tecknicolor Kitchen - e que angustia ver tanta coisa gostosa, da vontade de cozihar o dia inteiro! - e adorei conhecê-lo!

Seu post é preciso: mulher consegue ser uma desgraça, simplesmente por falta de noção e, artigo raro hoje em dia, elegância, delicadeza. Não adianta nada se arrumar toda e não saber tratar os outros. Gente tosca é dose!

Voltarei mais vezes!

Beijos