segunda-feira, 16 de junho de 2008

Ousadjinho

Dia 12 de junho recebi um SMS de um ex-aluno dizendo:

"Feliz dia dos namorados! Depois a gente comemora, hehe, beijos"

Na hora pensei: ou a pessoa confundiu Namorados com Valentine's ou mandou para a pessoa errada. Como eu sou fofa (cof), respondi tentando abrir os olhos da criatura para o erro:

"Fulano? Acho que você mandou mensagem para a Camila errada! Beijo"

Eis que, horas depois, recebo a seguinte resposta:

"Se eu disser que é a Camila certa isso interfere em seus planos para o fim-de-semana?"

JEMT. OZADO, né?!

Fiquei bem passada. Porque eu tinha colocado em minha cabeça que ele era gay. Porque ele reparava em TANTOS DETALHES em mim que não era possível que a pessoa fosse hetero. Ele sabia que minha cor favorita é verde só de reparar nas minhas roupas. Ok, nem é tão difícil assim assumir isso uma vez que eu uso muitas roupas verdes. No entanto, ele percebeu que minhas outras duas cores favoritas são vermelho e branco. Quem sabe disso? Eu, né. Ninguém precisa dessa informação. Mas ele sabia. Ele também reparava se eu estava cansada pelo jeito que eu falava "oi" pra ele. E se eu estava triste porque meus olhos brilhavam menos (sério). E reparava no meu perfume. A pessoa sabia quando eu mudava de perfume. E adorava quando eu usava meu scarpin roxo. Ou o vermelho. Eram tantas as coisas em que ele reparava E comentava que eu pensava: "ou ele me quer ou ele é gay". Mas como eu não queria que ele me quisesse e ele nunca foi, digamos, mais ostensivo nos elogios, eu realmente achei que ele fosse gay.

Não é.

E o fato d'eu não querer que ele me queira não interferiu em nada, obviamente. O fato d'eu tratá-lo como um "buddy" também não interferiu em nada, obviamente. E eu não quero nada com ele, obviamente. E não vou explicar aqui meus motivos, obviamente.

O fato é que eu achei ele um cara de atitude e o respeito demais por isso. Acho muito digno a pessoa arriscar assim, sem medo e sem ser blasé, sendo macho o suficiente pra dizer "não foi engano, é isso mesmo que você entendeu". O mundo precisa de mais homens com esse tipo de atitude.

Eu também acho que os homens abaixo dos 25 vão dominar o mundo, mas isso fica prum próximo post.

6 comentários:

Radagast disse...

«Acho muito digno a pessoa arriscar assim, sem medo e sem ser blasé, sendo macho o suficiente pra dizer "não foi engano, é isso mesmo que você entendeu". O mundo precisa de mais homens com esse tipo de atitude.»

Ah é? Precisa? Para as mulheres é muito bom. É bom que haja muitos homens com essa atitude para que nós possamos escolher sem ter de sujar as mãos ;-)

Patricia Scarpin disse...

Quer ouvir algo super corny?? Um aluno uma vez fez uma redação - o tema: "a lucky person". Ele começou a escrever que ele era lucky por me conhecer, que eu era linda, maravilhosa, inteligente, bla, bla, bla. Hoje estou casada com ele. ;)

Pôlo disse...

Bom, eu não faço parte da população masculina que dominará o mundo (27 anos), mas concordo que o mundo precisa de pessoas mais corajosas, independente do sexo.

P.S.: As professoras estão com tudo, hein! :-D

Klein - http://lixomania.zip.net disse...

Bem, eu te conheço há anos e já devo ter te visto com boa parte das suas roupas e, ainda assim, eu não tinha idéia que verde era a sua cor preferida.

(E nada pode ser mais triste que ter quase 29 anos e ler esta sua última frase)

Dont disse...

Clap clap clap pra esse bicho!("bichO" eu disse)
Eu tenho menos de 25.
E muito menos ainda essa atitude.
Dominarei o mundo, ainda assim?

bjomeliga disse...

Eu acho digno dar uns amassos em quem tem menos de 25 anos. Principalmente depois que a gente passa dos 30.