quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sem rotina

Essa vida de professora particular é assim: num dia está tudo bem, no dia seguinte um aluno seu é transferido pra Brasília, o outro sai da empresa e o outro decide parar o curso porque mora em Campinas e a vida é corrida. E aí você tem que arrumar alunos novos e modificar toda a sua rotina. Na verdade, professor particular não tem muita rotina além de: sair de casa às 6:30, voltar depois das 22:00 e almoçar depois das 14:00. É assim. Então vou refrasear: aí você tem que arrumar alunos novos e mudar todo o seu horário. E dá-lhe negociar com os já alunos pra mudar um horário aqui e outro ali pra poder encaixar alunos novos que só podem em tal horário. Aí a professora de dança me avisa que vão abrir uma nova turma, só para convidados, só com o pessoal mais "jovem" e você fica toda prosa por ter sido convidada e por ser considerada jovem. Emoçã, amigos, emoçã. Mas a aula nessa nova turma é às 19:30 de uma segunda-feira. Segunda-feira, aquele belo dia em que você dá aula até 22:30. Aí toca falar com mais alunos e remanejar tudo novamente, tudo pra poder sacolejar as condongas às segundas-feiras sem problema algum.

Eu sempre tenho que me adaptar. Não estou reclamando, eu me canso mas amo o que faço.

Aí tem gente que diz que não sou flexível. Merece ou não merece um CROQUE?

4 comentários:

fl disse...

Pois é, legal quando se tem alunos que não causam (pelo menos) esses aborrecimentos, né?? :)

Ice disse...

eu já quis dar aula particular...mas acho q tenho talento não..

Caco disse...

Flexível é apelido. Com essa ginástica toda de horários tu tá parecendo uma mulher contorcionista. ;-)

Mia disse...

nossa, tb pensei em dar aula de reforço de matematica, antes de eu entrar pra faculdade.. desisti pela falta de paciencia...

adimiro a flexibilidade!