segunda-feira, 2 de maio de 2011

Cabelo, cabeleira, cabeludo, descabelada

Olha, vou dizer pra vocês: se há algo que me fascina e aterroriza ao mesmo tempo nessa vida, esse algo é cabelo. Cabelos. Sou fascinada por cabelos bem cuidados e desde a mais tenra idade sou obcecada por melhorar a aparência de minhas melenas. No entanto, tenho horror a cabelos alheios. Horror as in nojo mesmo. Claro que cabelos de amigas e familiares não entram no pacote do nojinho; acredito na limpeza e asseio das que me cercam. E claro que se eu vejo uma mulher com cabelos à la Bündchen tenho vontade de tocar só pra ver se aquilo é de verdade mesmo - porque, se for, quero saber que produtos a nêga usa. Vai que aqueles cabelos lindos são resultado de Seda Ceramidas. Perguntar não ofende...

Meu nojo é porque eu acho que as pessoas lavam pouco seus cabelos. Ou então empastam os fios de cremes e fica aquele cabelo cremoso, pingando Kolene. Não rola. Não encosto num cabelo ensebado nem por dinheiro. Jamais seria cabelereira, jamais. Fico pensando que cabelereiros têm que lavar aquelas cabelas de gente que só lava uma vez por semana, no inverno ou verão. Aí os fios ficam grudados no couro cabeludo, que, de quebra, ficam com aquele DENDÊ grudado. Arrepio-me só de pensar. Tenho pânico de transporte coletivo lotado por causa do contato capilar indiscriminado. Você está lá, sendo apertada por corpos desconhecidos, já total sem dignidade, segurando naquele ferro contaminado, aí chega uma fia do cabelo cremoso e PÁ, encosta a cabeçorra no mesmo ferro onde está sua mão. E você sente aquela umidade em seus dedos. Não tem como ser feliz.

Outra coisa que me dá nos nervos, capilarmente falando, é gente com cabelos muito ressecados. Fuázão. Estilo Vanessa da Mata. Existem máscaras hidratantes poderosas e baratíssimas no mercado. Vamos usar, pessoal! Cabelo à la Gal nos anos 80 não é bonito, não é roots, é feio. E também dá nojinho. Parece que a pessoa nunca lava, nunca cuida. Vanessa da Mata, eu já te acho chata pra dedéu, com os cabelos desse jeito, então, não dá pra gente ser amiga nem no Facebook. Lavar os cabelos não é luxo, amiguinhos. É limpeza. Anotem aí a dica.

9 comentários:

Loo disse...

Trabalhei com uma pessoa que SÓ lavava o cabelo no salão, para já sair de escova. Ou seja, só aos sábados.

Uma vez ela foi madrinha de um casamento e fez um super penteado, que usou até quarta-feira, mais ou menos, quando voltou no salão para desfazer o penteado e lavar todo o laque e tals.

detalhe: além do cabelo alisado, ela era loira de olho azul, tudo tão real quanto uma nota de 3 dolares.

Srta.T disse...

Chuchuza, eu lavo meu cabelo todo dia, sou limpinha!

Também tenho HORRÔ a cabelo cremoso, mas o que me choca mesmo é cabelo amarelo ovo. Gente, não tem coisa mais ffeia do que um cabelo loiro mal resolvido entre mijo e gema de ovo, me deprime.

Ge disse...

cabelos sujos não dá mesmo. e o cheiro de CABELO SEBOSO que a gente sente quando fica a centímetros da pessoa? cheiro de cabeça! UIIII.

mas por falar em coisas que me irritam em cabelos é quando morenas decidem fazer mechas louras e ficam parecendo que têm dez anos a mais. não fica legal, não é bonito, NÃO FAÇAM.

Patricia Scarpin disse...

Eu lavo meu cabelo todo dia, não consigo ficar sem lavar (mesmo antes de começar a ginástica com força eu lavava diariamente).
Tenho nojo também e é por isso que jamais colocaria mega hair. Eca.

Simone Westerduin disse...

hahahaha Chu a pessoa pode ter o cabelo mais bonito do mundo, se eu ver um cisquinho, uma folhinha no cabelo acabou a graça, meu mundo caiu, eu tenho nojo também. Eu reparo muito em cabelo porque a minha meta de vida é um dia ter um cabelo bonito.

Beijos

Mari Biddle disse...

Eu moro no paraiso ( inferno) da hard water e lavo o mafuá todos os dias. Falto da beijos nele pra ver se ele assenta e se adapta a disgrama da água. Amo meu cabelo demais da conta mas, meu negócio do nojinho ( do horror! do horror!) são as americanas adolecentes com a cara entu´pida de maquiagem. Umas peles lindas tudo borrocada. E o blush! Muito blush em forma de bolinhas. As vezes bate uma vontade de pedir licença e começar a esfumar a sombra e dar um jeito no blush.


Voltando aos cabelos - já horrorizei o midwest americano quando dei banho no meu filho bêbê todos os dias. Até o pediatras daqui não recomendam o banho diario em bebes. É a sindrome do cascão do Dom João I, só pode.

bjs

Mari Biddle disse...

Patricia me fez lembrar dos mega hair que eram feito pra serem colados com cola de revolverzinho lá atrás, cerca de 10 anos atrás. Eu ficava pensando ' a pessoa não pode nem fazer uma chuveirada com direito a jacuzzi com o namorado que vai que a água quente começa a descolar as mechas'. Imagina a pessoa catando os fiapos de cabelos pela hidromassagem.

Livia disse...

Que mundo é esse onde as pessoas preferem cabelos lisos a cabelos limpos?? Também não me conformo.
Gatas, vocês NÃO ficam mais bonitas com o cabelo pontudo e grudado na cabeça do que com ele limpo e cheiroso, mesmo que seja rebelde. Não ficam. NÃO FICAM.

lilla disse...

CHORANO de rir. meu, te amo.

(Pânico quando eu vou segurar no banco do ônibus e pego no cabelo ensebado alheio tb)