quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Chega de eleições, viva!

Acabaram as eleições aqui. Ontem acabaram nos EUA. Um grande alívio para mim, que não aguento mais as pessoas vomitando suas opiniões de cientistas políticos - só que não - no Facebook.

Tenho clicado em "ocultar publicação" constantemente. Trabalhei com um dinamarquês mórmon que dava aulas de inglês. E ele, que mora no Brasil, resolveu postar diariamente muitas coisas a respeito do Romney. Parecia que o nêgo morava nos EUA. E era uma defesa com tanto fervor que eu perguntei "hey, have you moved to the US?". Resposta "no, but American presidents influence the whole world". Concordo. Mas precisa FUCKING panfletar, sendo que você é europeu e mora no Brasil? Ocultei o cara pra sempre.

Eu não manjo de política internacional. Mas eu não acredito em candidatos que se promovem através de religião. Seja aqui ou lá. De um governo de gente que coloca religião acima de tudo, eu quero distância.

E os muito politizados são quase religiosos fanáticos. Porque só eles entendem, só o que eles pensam e concluem é válido. E o resto do mundo é burro. Isso me dá coisas. Isso de "eu penso assim e estou certo porque entendo muito do assunto. Se você não conhecer mais que eu você não pode falar nada porque você é burro" é chato. E arrogante. E prepotente. Vindo de esquerdistas, direitistas ou gente muito religiosa.

Por mais que ainda esteja uma chatice a postação contra o PT / a favor do PT, pró Obama e contra Obama, pró Romney e contra Romney, a tendência é que esses assuntos resfriem gradativamente.

Até o próximo hot topic "preciso opinar de não eu morro". Espero que seja sobre Papai Noel. Ou sobre baby pandas. Não tem como achar chato alguém que só fala de baby pandas.



Um comentário:

outralilla disse...

também não curto a galera do "vc pe burro" ou que fica ofendido e faz papel de idiota porque não ganhou. muitas treta loca no final das eleições de são paulo.

se tiver discussão sobre baby pandas eu entro amarradona e voto na miru.