sexta-feira, 6 de abril de 2007

Preguiça

Preguiça, meu povo. De interagir, de sair, de me arrumar (logo EU!). Preguiça de discutir, de dar ouvidos a picuinhas, de me preocupar com o desnecessário. Preguiça de quem faz questão de ser do contra 24 horas por dia e 7 dias por semana, mas também muita preguiça de quem não pensa e acha que o mundo é realmente uma maravilha. Preguiça, aliás, do mundo. Esse vasto mundo que está cheio, lotado de gente sem noção. Preguiça de gente que acha que escrever errado é legal, preguiça de todas as miguxas do mundo inteiro, de gente que acha que quanto menos souber, melhor. Preguiça de chiliques. Preguiça de MSN, de conversar no MSN, de discutir no MSN. Aliás, disso eu nem tenho preguiça - me recuso a qualquer tipo de discussão via internet, porque é burrice. Aliás, preguiça de burrice também. Preguiça de meninos que entram em discotecas de boné. Camiseta regata. Colarzinho de côco. Ou tudo isso junto, o que é muito pior. Preguiça de gente que ouve música no celular usando o speaker: eu não quero ouvir sua música ruim, mané. Preguiça de gente que se intitula "alto astral" - isso pra mim é parte de chamada pra Sessão da Tarde.

Enfim: preguiça. Mas é temporária. Uma hora isso passa e eu volto à convivência em sociedade. E quer saber? Espero que passe logo - porque não adianta ter preguiça ou se irritar: o mundo vai continuar exatamente do jeito que está. E aprender a conviver com tudo isso que me incomoda é essencial pra que eu continue saudável. Quiçá feliz.

2 comentários:

Srta.T disse...

É a conjunção astral, só pode.

Miru disse...

Preguiça de gente que ouve música no celular usando o speaker: eu não quero ouvir sua música ruim, mané.

Isso me lembra restaurante baiano.
Que me lembra dieta.
Que me lembra foda-se.
Vamoaê?