terça-feira, 17 de agosto de 2010

Então tá.

Ontem eu fui à Kiehl's para conhecer a loja e comprar um lip balm. Com esse tempo meus lábios ficam extremamente secos e eu havia lido maravilhas a respeito dos balms de lá. O atendimento da Kiehl's é tão bom quanto o da Clinique. Os vendedores são super educados, bem-treinados, atenciosos, dá até gosto. Estava eu lá, xeretando os cosméticos, quando ouço:

- Oi, eu sou blogueira, vim trazer minha amiga, que também é blogueira.

E eu fico me perguntando que mundo é esse onde, ao invés de você se identificar como uma pessoa interessada nos produtos e que, além de interesse na marca, escreve num blog de beleza; você se identifica como blogueira, como se isso fosse sinônimo de portas abertas e vários free samples.

Sério.

Uma coisa é você comentar com a vendedora que você tem um blog que fala sobre beleza. Outra é você ter essa posturinha arrogante (eu estava lá e eu vi a postura arrogante), como se o fato de ser blogueira te abrisse as portas do mundo. O dia em que essa caralhada de meninas de blog de beleza que só correm atrás de jabá e promoção (e NÃO estou falando de todos, eu leio blogs de meninas que considero sérias e acho vários bastante informativos) se ligarem que as marcas consolidadas NÃO dependem de post de blog nenhum pra serem marcas conhecidas acho que o mundo delas cai e desfaz em mil caquinhos. O pessoal cada vez mais desenvolve a síndrome do Bozó, aquela personagem do Chico Anysio que achava que era muita coisa só porque trabalhava na Globo.

6 comentários:

Loo disse...

Se eu da categoria fosse, teria vergonha.
Mas eu estudei, sou formada, sei usar vários tempos verbais e tenho nojo dessa palavra: blogueira

surtei disse...

Olha só, Camis: a partir do momento em que você se IDENTIFICA como BLOGUEIRO, achando que isso faz de vc alguém especialmente sensacional no Universo, você já é um completo perdedor. Porque qualquer semi analfabeto com grau de escolaridade "lê e escreve" e que possua lá seus 2 mangos pra pagar uma lan house consegue preencher alguns dados no Blogger/ Wordpress/ Qualquer-porra-dessas e criar um blog, o que o faz, teoricamente, blogueiro.

NI-QUI isso faz de você alguém TÃO FODA que o mundo vai babar ovo pra vc e te dar coisas grátis, afinal, "vc é super legal e tem que usar meu produto pra eu ser legal também"?

Quer dizer... se a pessoa já começa pensando assim, o que vc vai esperar dela? Bom senso?

Perdoai, amiga. Eles não sabem o que fazem.

Caco disse...

até porque, né, "blogueiro" é uma palavra tão, tão feia! :-S

bjomeliga disse...

Eu juro que queria tecer comentários, mas minha ética profissional não me permite, heh!

Beijos!

Srta.T disse...

Menine, eu teria mimijado de rir. Aposto que é dessas blogueirinhas analfabetas do cabelo duro.

Loo disse...

Srta T, não esqueça da cara de pobre