domingo, 21 de outubro de 2007

Vamos dançar um fox streetzinho

Depois do Cheek-to-Cheek e do Hairspray, hoje dancei com um novo parceiro: o Foxstreet. Foxstreet manda bem pra caramba: sabe conduzir, sabe segurar a dama, dança com ritmo e não perde o passo. Mas, até eu descobrir isso tudo, na minha cabeça só martelava a frase que ele me disse quando veio me tirar pra dançar:

- Vamos lá dançar um fox streetzinho?

É maldade minha, eu sei. Mas aquilo ficou martelando em minha cabeça durante pelo menos metade da música, que, por sinal, era "Cheek to Cheek". Achei ótimo que não dancei "Cheek to Cheek" com CTC, porque não seria dança, e sim metalinguagem. E lá estava eu pensando nos meandros dos passos do fox trote quando Foxstreet começou a deslizar comigo pelo salão - eu esqueci do foxstreetzinho, me concentrei na voz de Ella Fitzgerald que estava começando a cantar "I've got you under my skin" e deixei Foxstreet me conduzir pelo salão. Quem faz dança ou já fez, sabe o quanto isso é gostoso: se o cavalheiro sabe conduzir, parece que você desliza, que você nunca vai errar o passo. E, se errar, não tem problema, porque ambos conseguem retomar a dança.

Claro que também dancei com CTC e com Hairspray. CTC hoje estava mais concentrado em dançar com a loirona bunduda da turma. Eu, no lugar dele, também ia querer dançar com a loira bunduda. E hoje CTC não estava mais concentrado no movimento "olhos nos olhos, quero ver o que você diz". Hoje ele decidiu apreciar meu decotchi. E assim, sendo muito realista, não há muito o que apreciar: eu sou mignon. Não tenho nada "ão". Mas CTC, sapequinha maroto, curtiu a idéia de olhar pro decote da minha regata - eu estava com medo dele trocar o cheek to cheek por cheek to boobs. Foi quando Hairspray me tirou pra dançar, mas hoje ele estava com um problema de ego seríssimo: a cada 5 segundos me dizia que tem muita facilidade em pegar os passos e que já pode fazer uma aula mais avançada. Bocejos.

Foxstreet ganhou uma fã. Ele é gentil, não olha pro decote, dança bem e não se acha, e não fica tentando fazer contato visual. Conversa normalmente, faz perguntas e comenta coisas, tudo numa boa. E ele estuda mandarim. Achei tão diferente! E antes que achem que estou de olho em Foxstreet, já aviso que ele é cabra casado, rapaz de família.

Semana que vem vou fazer um workshop específico de salsa junto com o Hairspray. Espero que ele esteja mais tranqüilo e deixe o ego dele em casa descansando. Torçam por mim, jemt.


(O legal é sair de um workshop de salsa e ir prum show de rock. TIM Festival bombando no próximo fim-de-semana, todo mundo já falando sobre baladas pré festival e eu só quero saber se estarei viva na segunda-feira, depois de salsear sábado e domingo, sair no sábado e pular alucinadamente no show no domingo. Deus me ajude)

16 comentários:

Anna Carolina disse...

ai, você também vai ver a feist?

Chu disse...

Anna, queria muito ter conseguido comprar os ingressos, mas foi impossível. Me conta depois como foi? Ela é tããão fofa!

Felipe Lobo disse...

Vejo que a vida pode ser muito divertida. Assim que é bom, não é?
Ok, tem o lance do decote aqui, ali, mas nada que tire o sorriso do rosto, néam?

Kelli disse...

Eu assisti Hairspray na sexta e lembrei de vc! Fiquei me perguntando se nas aulas de dança de salão a gente aprende passinhos como os do filme.

Er... eu não ia te mandar um email para perguntar isso, mas já que vc fez um post sobre dança bem hoje....

hehehe

Bjos

Lorde David disse...

Ando com muita vontade de me matricular naquela academia de dança lá do shopping Eldorado, mas atualmente ando com tendências procra$tinantes.

hunnybunny disse...

"cheek to boobs" é o melhor nome pra blog ou banda da semana! chego sexta!!!

Carlos Wilker disse...

TIm Festival? Me leva!!!

Carlos Wilker disse...

ah, e valeupela indicacao. ja add o blog dele tb, mto interesante.
abracao,

Chu disse...

- Felipe, a vida pode ser divertida sim. Ainda mais quando se tem companheiros de aula tão peculiares...

- Kelli, Hairspray é demais, não é? Até o Zac Efron tá ótimo! Nas aulas eu tenho aprendido uns passos de foxtrot, tipo o Travolta e o Walken dançando juntos. É bem legal!

- David, é lá que eu faço o curso!

- Hunny, VEEEEEENHA!

- Carlos, you're in the USA, man! MUITOS SHOWS!!! Mas venha pro Tim Festival, vai ser bem massa!

Srta.T disse...

O que a sra. recomenda pra sexta à noite? E sábado?
Beijo!

Lorde David disse...

Putz, se me matricular na escola, fico até com medo do apelido que você vai me dar, hehehe. Sobre o filme ontem, depois escreverei no blog. Só adianto que saí de lá com os olhos inchados, acho que por causa do ar-condicionado, hehehe. Um beijo.

Klein disse...

Escuta aqui: se vocês não querem que a gente olhe pro decote, por que vocês usam? O objetivo não é deixar à mostra, oras porra! (E decote é decote, não importa quanto peito tem lá dentro: é sempre legal).

Chu disse...

- David, me senti uma pessoa horrível agora. Daquelas que coloca apelidos em todo mundo. E o pior é que eu faço isso mesmo, HA HA HA.

- Gato, é o seguinte: antes de mais nada, o decote nem sempre é pra vcs. Muitas vezes é, mas nem sempre. No meu caso, naquele dia, não era pra ninguém, era por causa do calor mesmo. Tava insuportável. E eu não me incomodo que olhem pro meu decote, de verdade. Eu me incomodo se o cara quase enfia a cara ali sem ser convidado, o que era o caso. E eu não quero o CTC enfiando a cara no meu decote. Enfia a cara no meu decote quem eu deixo e quero que faça isso, não o carinha uó do curso de dança. Tá explicado?

Nina disse...

Aiai, esses seres do sexo masculino... Depois reclamam dos apelidos, mas fazem por merecer!
Boa sorte no workshop e curta muito o TIM Festival! *invejinha* ;-P

Joo disse...

Ai, chu, eu te amo!

Chu disse...

- Nina, eu adoro os seres do sexo masculino, sabe? Não vivo sem. Mas não gosto quando seres do sexo masculino que são tão atraentes pra mim quanto uma escrivaninha resolvem quase enfiar a cara no meu decote. Não gosto. E aproveitarei sim! :-)

- Joo, sua fóóófis!!!!!! (L) Mas me ama por quê?